×

Devotos celebram segundo ano da canonização de Santa Dulce dos Pobres

Wednesday, 13 de October de 2021
Devotos celebram segundo ano da canonização de Santa Dulce dos PobresReprodução/Internet

Devotos da Santa Dulce dos Pobres celebram nesta quarta-feira, 13, o biênio da canonização, na primeira paróquia do mundo dedicada à figura religiosa, em Salvador. Localizada no bairro Saboeiro, a instituição religiosa recebe uma programação de mais de 10 horas, chamando a celebração de Dia da Gratidão.

“O testemunho de Santa Dulce dos Pobres se concretiza através das mãos de ternura desta obra, de cuidado dos mais simples, dos mais pobres. Por isso agradecemos pela doação desta mulher frágil em estatura, mas grandiosa na vida espiritual, pelas graças que recebem os devotos, peregrinos e romeiros”, afirma Frei Giovanni Messias, reitor do Santuário da Santa Dulce dos Pobres, em entrevista ao Portal A TARDE.

Para Alexandre Gomes, 27, Santa Dulce dos Pobres tem uma importância desde seu nascimento. “Ao ter nascido com lábios leporinos, minha família recorreu às suas obras sociais, esta organização que eu ouso dizer que é um milagre visível”, relata. “Ela via, em cada doente, a imagem do próprio Cristo. E cada pessoa que ela tocava, era como se estivesse tocando no próprio”, completa o fiel.

Para aqueles que ainda buscam participar da homenagem, podem acompanhar as Celebrações Eucarísticas que acontecem às 15h e 19h, presididas pelos padres Valson Sandes e Márcio Augusto.

No intervalo, às 18h, será realizado o Te Deum (A Ti, Deus), que é um hino da Liturgia das Horas, composto por Santo Ambrósio e Santo Agostinho, no ano de 387, em Milão, por ocasião do batismo de Santo Agostinho.

Indagado sobre o momento da pandemia, Frei Giovanni reitera o amor ao próximo e compartilha uma palavra com os fiéis. "Esse santuário é um farol que ilumina a todos com esperança a vida daqueles que estão tristes, sofrendo e que perderam seus entes queridos. Agradecemos a Santa Dulce, que diante das dificuldades não se reduziu ao silêncio do seu convento, mas continua sua caminhada a partir de seus milagres nos convida a continuar caminhando, sensíveis ao próximo", declarou a liderança religiosa.

O Dia da Gratidão começou às 7h, com uma missa presidida pelo bispo auxiliar, Dom Marco Eugênio Galrão Leite de Almeida. A Irmã Dulce, nome popular da freira baiana Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, foi beatificada em 2011 pelo enviado especial do Papa Bento XVI, Dom Geraldo Majella Agnelo, em Salvador. Em 2019, foi canonizada no dia 13 de outubro, na Praça de São Pedro, no Vaticano, pelo Papa Francisco, tornando-se Santa Dulce dos Pobres.

Fonte: ATardehttp://atarde.uol.com.br



Nenhum post cadastrado em Noticias
Publicidade